II SinPrem
Evento Online

* De 13 à 15 de Novembro de 2017

Evento Gratuito

Faça sua Inscrição

Prematuridade

Todo ano nascem 15 milhões de bebês prematuros no mundo todo. De acordo com o Ministério da Saúde, são quase 300 mil nascimentos antecipados por ano no Brasil, 11,7% do total, o que nos coloca no 10º lugar no ranking mundial de prematuridade, principalmente devido a fatores como doenças maternas, gestação na adolescência ou tardia, pré-natal deficitário, entre outros. As regiões mais afetadas são o Sul e o Sudeste, com taxas de nascimentos prematuros de 12% e 12,5%, respectivamente.

Causa

Metade dos partos que ocorrem antes de 37 semanas de gestação têm causas desconhecidas, e a outra metade acontece em função de doenças maternas, gestação na adolescência ou acima dos 35 anos, altos índices de cesáreas eletivas, fertilizações in vitro, pré-natal deficiente, entre outras causas.
Está evidente que a desinformação sobre o tema é um fator decisivo para índices tão elevados de prematuridade no nosso país. Ainda assim, muito pouco tem se falado ou feito para mudar essa realidade.

Parto Antecipado

O parto prematuro é a principal causa de mortalidade infantil até 5 anos de idade em todo o mundo. De acordo com o Ministério da Saúde (2011), a cada 30 segundos 1 bebê morre em consequência do parto antecipado no Brasil. O Brasil precisa aumentar em 30% a oferta de leitos neonatais para atender à recomendação do Ministério da Saúde e da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), que é de 4 leitos de UTI para cada mil bebês nascidos vivos.

O empenho por esta causa

O nascimento de um prematuro deixa sequelas psicológicas perma­nentes para os pais e pode acarretar sequelas de saúde para os bebês, podendo ser estes danos incapacitantes. Grande parte desses partos poderia ser evitada através de informação (campanhas de prevenção). É essencial que sejam realizadas ações que chamem atenção para o problema e que promovam seu enfrentamento. A ONG Prematuridade.com e a CLIA Psicologia, Saúde & Educação encontram-se empenhadas nesta direção.

Veja a
Programação

13 de Novembro 2017

Para Profissionais e Familiares.

10:00h
A importância da estimulação Sensorial Oral no bebê prematuro

Ana Paula Bronzatti – Graduada em Fonoaudiologia, Pós-Graduação em Educação Especial, Inclusão e Disfagia.

Fabiana Sarilho de Mendonça – Graduada em Fisioterapia, Mestre em Ciências da Reabilitação, especialista em Fisioterapia Pediátrica e Neonatal

15:00h
Aspectos legais da licença maternidade e prematuridade

Mariangela Alencar – Graduada em Assistência Social, Extensão Universitária em dependência química, Membro do conselho Municipal de Assistência Social de Mauá.

19:00h
Prematuro tardio: a prematuridade esquecida

Profa. Dra. Miria Benincasa – Graduada em Psicologia, Mestre em Psicologia da Saúde, Doutora em Psicologia do Desenvolvimento Humano pela USP.

Público alvo: profissionais e familiares

14 de Novembro 2017

Para Profissionais e Familiares.

10:00h
Consequências tardias da prematuridade

Ana Paula Magosso Cavaggioni – Graduada em Psicologia, Mestre e doutoranda em Psicologia da Saúde, especialista em Neuropsicologia e Avaliação e Intervenção com Crianças e Adolescentes.

Regiane Crippa – Graduada em Fonoaudiologia, especialista em Aprendizagem.

15:00h
A visão normal e a prematuridade: como prevenir?

Beatriz P. Gimenes – Graduada em Psicologia, Mestre em Psicologia da Saúde, especialista em Psicopedagogia, Psicobiofísica, Terapia Familiar em Hospital, Psicoterapia Corporal Neo-Reich, Terapia em Visão SubNormal e Reabilitação Visual.

19:00h
A plasticidade cerebral no bebê pré-termo

Simone Silva Drigo – Graduada em Psicologia, especialização em Neuropsicologia, aprimoramento em Psicologia Cognitivo-Comportamental.

15 de Novembro 2017

Para Profissionais e Familiares.

10:00h
Surdez no bebê prematuro: como perceber e agir

Maria José Andrade – Graduada em Fonoaudiologia, especialista em Distúrbios da Comunicação Humana.

15:00h
Alimentação da criança prematura

Ana Paula Bronzatti – Graduada em Fonoaudiologia, Pós-Graduação em Educação Especial, Inclusão e Disfagia.

Amanda Gomes Bortolotti – Graduada em Nutrição, Pós-graduação em Nutrição Pediátrica, Escolar e do Adolescente

19:00h
Prematuridade: cuidados necessários com o bebê e sua família

Susana Lopes Barrios – Graduada em medicina, Mestrado pela Faculdade de Saúde Pública, especialização em Pediatria Geral

Assista alguns temas abordados no I SinPrem

Os vídeos foram realizados todos pela Clia Psicologia.

O desenvolvimento do Bebê Prematuro

A formação da inteligência

Prematuridade e o risco do desenvolvimento psíquico

A importância do brincar

O uso da rotina na vida do Bebê