É um programa de intervenção que utiliza técnicas científicas, com o objetivo de propiciar modificações nas estruturas cognitivas de crianças, jovens e adultos de diversos níveis de funcionamento, propiciando expansão do potencial de aprendizagem, aumentando a eficiência mental, qualidade do desempenho intelectual e motivação intrínseca.
Foi desenvolvido por Reuven Feuerstein (Ph.D. em Psicologia do Desenvolvimento da Sorbone) estudando adolescentes sobreviventes da Segunda Guerra Mundial que apresentavam carências cognitivas devido às terríveis experiências vividas no Holocausto, sofrendo com privações culturais e educacionais. Atualmente ele é aplicado em mais de 40 países com o objetivo de aprimorar e desenvolver as funções cognitivas, pois parte da premissa de que todos os indivíduos são capazes de ampliar e adquirir novas habilidades cognitivas ao longo da vida, tornando-se cada vez mais eficientes e inteligentes.
O programa é dividido em três etapas independentes:
1) Destinada à preparação de crianças para a alfabetização e inserção na aprendizagem formal;
2) Para aqueles que apresentam dificuldades escolares, falta de atenção, concentração e organização;
3) Aos que querem melhorar ainda mais seu desempenho tanto escolar quanto profissional, auxiliando na elaboração de novas estratégias mentais.