O neuropsicólogo tem por objetivo principal correlacionar as alterações observadas no comportamento do paciente com as possíveis áreas cerebrais envolvidas, realizando, essencialmente um trabalho de investigação clinica que utiliza testes e exercícios neuropsicológicos.

É recomendada em casos onde haja suspeita de uma dificuldade cognitiva de origem neurológica ou comportamental, para indivíduos de qualquer idade.

Exemplos:
– Doença de Alzheimer e diversos tipos de Demências;
– Diagnóstico diferencial entre Depressão e Demência;
– Epilepsia;
– Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade;
– Dificuldades escolares;
– Distúrbios do desenvolvimento;
– Lesões cerebrais decorrentes de traumatismos;
– Acidente Vascular Cerebral (AVC) ou “Derrame”;
– Distúrbios psiquiátricos ou neuropsiquiátricos;
– Esclerose múltipla e outras doenças neurodegenerativas;
– Déficits causados por abuso de drogas e álcool e outras substâncias.

Conheça mais