Método ABA
em Santo André

O que é o Método ABA ?

A análise do comportamento aplicada, ou ABA (Applied Behavior Analysis, na sigla em inglês), trata-se de uma metodologia usada para a compreensão do comportamento que vem sendo amplamente utilizada no atendimento a pessoas com desenvolvimento atípico, como os Transtornos do Espectro Autista (TEA). O ABA deriva do behaviorismo e observa, analisa e explica a associação entre o ambiente, o comportamento humano e a aprendizagem.

Um dos princípios básicos da ABA consiste na noção de que um comportamento é qualquer ação que pode ser observada e contada, com uma freqüência e duração, e que este comportamento pode ser explicado pela identificação dos antecedentes e de suas consequências. É a identificação das relações entre os eventos ambientais e as ações do organismo. Para estabelecer estas relações devemos especificar a ocasião em que a resposta ocorre, a própria resposta e as conseqüências reforçadoras. Estes comportamentos são motivados, de forma prazerosa e têm uma função: servem para conseguir algo que se deseja.

O que o Método Aba ensina ?

Sabe-se que os comportamentos de um modo geral são aprendidos, bem como os comportamentos problemas. O Método ABA pode intencionalmente ensinar a criança a exibir comportamentos mais adequados no lugar dos comportamentos problemas. Comportamentos estão relacionados a eventos ou estímulos que os precedem (antecedentes) e a sua probabilidade de ocorrência futura está relacionada às conseqüências que os seguem.

Todo comportamento é modificado através de suas conseqüências. Os objetivos da intervenção são:
1. Trabalhar os déficits, identificando os comportamentos que a criança tem dificuldades ou até inabilidades e que prejudicam sua vida e suas aprendizagens.
2. Diminuir a freqüência e intensidade de comportamentos de birra ou indesejáveis, como, por exemplo: agressividade, estereotipias e outros que dificultam o convívio social e aprendizagem deste indivíduo.
3. Promover o desenvolvimento de habilidades sociais, comunicativas, adaptativas, cognitivas, acadêmicas etc.
4. Promover comportamentos socialmente desejáveis

Como é realizado o método aba?

A intervenção é baseada em uma análise funcional, ou seja, análise da função do comportamento determinante, para eliminar comportamentos socialmente indesejáveis. Este é um ponto central para a compreensão de qual é o propósito do comportamento problema que a criança apresenta e, com isso, construir a intervenção para modificá-lo. Sendo o comportamento influenciado por suas consequências, é possível manipulá-las para melhor compreender como essa sequência se dá e também modificar os comportamentos das pessoas, programando conseqüências especiais para essa finalidade. 

Primeiro Passo - Método Aba

O primeiro passo para se resolver um comportamento problema é identificar a sua função.

A avaliação comportamental é a fase da descoberta, e visa à identificação e o entendimento de alguns aspectos relativos à criança com autismo e seu ambiente. Alguns dos objetivos da avaliação são:

  • Entender o repertório de comunicação da criança: presença ou não de linguagem funcional, contato visual, atendimento de ordens, entre outros;
  • Como ela se relaciona em seu ambiente: brinquedos preferidos, apresenta birras frequentes, como reage às pessoas;
  • Qual a função de seus comportamentos;
  • Em que circunstâncias certos problemas ocorrem ou deixam de ocorrer com maior freqüência ou intensidade?
  • Quais as conseqüências fornecidas a esses comportamentos problema?

Segundo Passo - Método ABA

Com base nestas informações, o segundo passo é traçar pequenos objetivos a curto prazo, visando à ampliação de habilidades e eliminação de comportamentos inadequados, realizando a manipulação dos antecedentes (estratégias de prevenção). É importante que a modificação de comportamentos desafiadores seja feita gradualmente, sendo a redução da ansiedade e do sofrimento o objetivo principal. Isto é feito pelo estabelecimento de regras claras e consistentes (quando o comportamento não é admitido ou permitido); uma modificação gradativa; identificação de funções subjacentes, tais como ansiedade ou incerteza; modificações ambientais (mudança nas atitudes ou tornar a situação mais previsível) e transformação das obsessões em atividades adaptativas (Bosa, 2006).

Modificando os antecedentes podemos prevenir que o comportamento problema aconteça. Isto é realizado de diferentes maneiras:

  1. Evitando situações ou pessoas que sirvam como antecedentes para o comportamento problema;
  2. Controlando o meio ambiente – no decorrer da vida do indivíduo o ambiente modela, cria um repertório comportamental e o mantém; o ambiente ainda estabelece as ocasiões nas quais o comportamento acontece, já que este não ocorre no vácuo (Windholz, 2002).
  3. Dividindo as tarefas em passos menores e mais toleráveis, o que chamamos de aprendizagem sem erro. Toda a intervenção está baseada na aprendizagem sem erros, ou seja, deixamos de lado o histórico de fracassos e ensinamos a criança a aprender.

Metodo Aba pode ser Prazeroso e motivante

Esta aprendizagem deve ser prazerosa e divertida para a criança, podendo-se usar reforçadores para manter a criança motivada. Um reforço é uma conseqüência que aumenta a probabilidade de esta resposta acontecer novamente. Quando um comportamento é fortalecido, é mais provável que ele ocorra no futuro.

Além do reforço, também é utilizada a hierarquia de dicas: ao iniciar o ensino de qualquer comportamento, a criança é auxiliada a realizá-lo com a dica necessária, que pode ser verbal (total ou parcial), física, leve, gestual, visual ou auditiva. Planeja-se a retirada dessa dica até que a criança seja capaz de realizar o comportamento de maneira independente.

O terceiro PAsso - Metodo Aba

O terceiro passo é a elaboração de programas de ensino. Os programas de ensino são individualizados, geralmente ocorrem em situação de “um para um” e envolvem as diversas áreas do desenvolvimento: acadêmica, linguagem, social, verbal, motora, de brincar, pedagógica e atividades de vida diária.

A metodologia ABA e seus procedimentos são constantes e padronizados, o que possibilita que mais de um professor (pessoa que realiza os programas) trabalhe com a criança. Este é um programa intensivo e deve ser feito de 20 a 30 horas por semana. É importante ressaltar que este programa não é aversivo e rejeita qualquer tipo de punição.

A participação dos familiares da criança no programa é de grande contribuição para seu sucesso e assegura a generalização e manutenção de todas as habilidades aprendidas pela criança.

Agendar uma Consulta - Terapia Psicologo
CONSULTAS

Contato Rápido
(11) 4424-1284
(11) 2598-0732
Whatsapp
(11) 953288942

COMO FUNCIONA O MÉTODO ABA?

Saiba tudo sobre o Método ABA com a Ana Paula
Você que procura Método ABA Santo André ou na Região do ABC, assista este vídeo exclusivo, aonde a Ana Paula, fundadora da Clia Psicologia explica passo a passo o que você vai ter em uma terpia de Psicologia. Asissta agora, caso tenha dúvidas, fale conosco.

Saiba Tudo Sobre Prematuridade

Mais de 10 Aulas Online Gratuitas!

CONHEÇA NOSSOS TERAPEUTAS

Sou um bloco de texto. Clique no botão editar para alterer este texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Fabio Cavaggioni

Psicanalista - Diretor da Clia Psicologia Saúde & Educação.

Ana Paula Cavaggioni

Psicóloga Clínica, Doutoranda em Psicologia da Saúde.

Letícia Tanelli

Musicoterapeuta, atendimentos clínicos em Autismo, TDAH etc.

Maria José

Fonoaudióloga, com aprimoramento em Audiologia Clínica.

Sabrina Laqua

Psicóloga clínica, especializada em dificuldades e problemas de aprendizagem.

Regiane Crippa

Fonoaudióloga, com aprimoramento profissional e Especialização em Aprendizagem

Patricia Silva Laranjeira

Terapeuta Ocupacional, Prática Clínica.

Simone S. Drigo

Psicóloga, com especialização em Neuropsicologia

Vanessa Cristina

Psicóloga, psicóloga esportiva com atuação em equipes, Neuropsicopedagogia

Fabiana Sarilho

Fisioterapeuta, Mestre em ciências da reabilitação, Fisioterapia em neonatal e pediátrica.

Ana Paula de Lima

Fonoaudióloga com Habilitação em fonoaudiologia escolar, clínica e audiométrica.

AGENDE UMA CONSULTA GRATUITAMENTE.