Whatsapp (11) 953288942 | Telefone (11) 4424-1284

4 Fatos Que nunca te Contaram Se a Tecnologia Pode Auxiliar no Processo de Aprendizagem das Crianças

1)A tecnologia pode auxiliar no processo de aprendizagem das crianças?

A tecnologia sem dúvida pode auxiliar no processo de aprendizagem da crianças, dependendo de quando, como e quanto essa tecnologia é introduzida na vida da criança. O desenvolvimento cognitivo da criança durante os 3 primeiros anos de vida se dá a partir do desenvolvimento da subjetividade e intersubjetividade.

É fundamental não que a criança aprenda a utilizar celulares e tablets

Para o desenvolvimento cognitivo nesta faixa etária é fundamental não que a criança aprenda a utilizar celulares e tablets, habilidade está que costuma deixar pais e adultos muito impressionados com o que supõe ser uma demonstração da inteligência da criança, mas sim através das interações que ela fora capaz de estabelecer com seus pais e familiares, compartilhando experiências, dirigindo seu olhar para a existência de um outro que não apenas, tendo oportunidades de brincar, correr, ouvir histórias, música e realizar tantas outras atividades as quais vem sendo substituídas pela tecnologia.

Então nesta fase, a tecnologia mais atrapalha que ajuda. Agora, sem dúvidas, a tecnologia contribui no processo de aprendizagem estimulando habilidades especificas da criança e do jovem.

O que tem reduzido este benefício é o tempo que a criança e o jovem tem passado estritamente nestas atividades deixando de lados outras sem as quais não apenas o processo de aprendizagem mas o desenvolvimento global da criança: cognitivo, social, motor, ficam comprometidos.

2) Temos a impressão de que as crianças estão ficando mais “inteligentes”. Isso é verdade? Ou tal visão é decorrente do fato de elas adquirirem habilidades mais rapidamente?

A impressão de que as crianças estão ficando mais inteligentes decorre do fato delas desenvolverem habilidades muito precocemente que os adultos, enquanto crianças, seriam incapazes em realizar. Por outro lado, os mesmos adultos em sua infância tinham habilidades que as crianças de hoje são incapazes de realizar.

Habilidades não são sinônimo de inteligência. Até porque podemos dizer, didaticamente, que possuímos diversos tipos de inteligência, e é a integração do todo que nos permite fazer uso de nossa inteligência de forma construtiva e produtiva.

3) O fato de termos mais liberdade hoje em dia (por exemplo, para conversar com nossos pais) também pode criar a impressão de que as pessoas estão mais inteligentes? Por quê?

Sem dúvida, liberdade para conversar permite que pais e filhos se conheçam melhor e tenham acesso a forma de cada um pensar e sentir. Porém, penso que as sensações de os filhos estão mais inteligentes está muito mais relacionada com a diferença do que é vivido entre as gerações e as consequentes a=habilidades que são mais ou menos desenvolvidas. Acredito que a falta de tempo que os pais passam com os filhos os afasta da percepção do desenvolvimento dos mesmos e estes pegam-se surpresos com algumas colocações que as crianças são capazes de fazer, muito mais por uma falta de familiaridade do que pelo fato das crianças serem mais inteligentes.

4) O maior acesso à informação beneficiou a inteligência das pessoas? Por quê? Isso se deve também à globalização?

O maior acesso à informação promove um aumento na quantidade do conhecimento, cuja qualidade depende do uso da informação, não interferindo na inteligência. Não se alcança a inteligência pelo acesso passivo a informação.

Clia Psicologia - Saúde e Educação

A Clia Psicologia, Saúde & Educação tem como maior objetivo promover a prevenção da saúde do individuo em seu aspecto biopsicossocial.

Deixe seu comentário

Quer agendar uma consulta ?

Agende

1ª Consulta Gratuita
  • Agende uma Consulta:
  • Telefone: (11) 4424-1284
  • Whatsapp: (11) 953288942​
agENDAR

Posts Recentes

Facebook da CliaPsicologia

Baixe agora nosso e-book, para ter mais segurança durante a gestação.

Fechar Menu